Você está aqui: Página Inicial / Lipocavitação

LIPOCAVITAÇÃO

 
A verdade é que sempre estamos em busca de tratamento que façam uma verdadeira revolução em nosso corpo, não é mesmo? A redução de medidas é um dos objetivos que mais desejamos quando buscamos algum tratamento estético.
A quantidade de gordura corporal é um fator importante na manutenção da nossa saúde e até mesmo da estética. Na busca pelo belo, o público feminino tem recorrido a métodos e técnicas para o tratamento dos distúrbios estéticos, isto motivou uma verdadeira revolução na indústria de cosméticos e aparelhos de estética, assim como na realização de pesquisa nessa área.
No organismo humano, além da gordura essencial à vida, toda gordura excedente é estocada. Os principais locais de depósito dessa gordura podem ser entre as vísceras (gordura visceral) e sob a pele (gordura subcutânea). Esta última se deposita por todo o corpo, porém em mulheres, há uma maior tendência de acúmulo na região dos quadris (distribuição ginóide) e nos homens a gordura se deposita principalmente no tronco (gordura andróide).
 
O QUE É LIPOCAVITAÇÃO?
 
Fenômeno que ocorre em intensidades suficientes em virtude da força de tração e compressão. Bolhas cheias de gás ou vapor em fluidos se formam na tração e desmoronam na compressão. Concentrando-se em um espaço pequeno. Essas bolhas são de dois tipos – cavitação estável (sem lesão ou apoptose) ou instável (com “lesão” e apoptose).
 
COMO FUNCIONA A LIPOCAVITAÇÃO?
 
A cavitação tem como base o ultrassom terapêutico cavitacional, agindo seletivamente nas células adiposas, preservando as outras. Uma quantidade de energia pré-determinada de ultrassom é convertida, causando uma destruição mecânica das membranas das células gordurosas.
O ultrassom é um equipamento que utiliza ondas sonoras através de um cabeçote com transdutor perpendicular à área a ser tratada, em constante movimentação e mantida em contato com o agente de acoplamento. Pode se apresentar em altas e baixas frequências e potências, consequentemente pode ter diferentes efeitos no tecido a ser tratado.
 
  • Efeitos do ultrassom sobre a celulite: o uso do ultrassom na celulite está vinculado a seus efeitos fisiológicos associados a sua capacidade de veiculação de substâncias através da pele (fonoforese).
  • Efeitos sobre a gordura localizada: ultrassom plano irá promover o “esvaziamento” dos adipócitos, enquanto o ULTRASSOM FOCALIZADO irá causar apoptose dos adipócitos.
  • Indicações ultrassom plano: gordura localizada, fibroedema gelóide (celulite).
  • Contraindicações: sem camada adiposa suficiente, gestantes e lactantes, uso do DIU, áreas neoplásicas ou com histórico de tumores, região dos olhos, epífises ósseas, área cardíaca, hérnia abdominal ou diástase do reto abdominal, déficit cicatricial, doenças metabólicas e hepáticas, dentre outras.